segunda-feira, 25 de maio de 2015

Malas: o que levar?

É... chegou o último passo de todo o processo preparativo do intercâmbio: as malas!

Como a maioria das roupas que eu levei, eu utilizava no dia-a-dia, a mala, claro, foi a última coisa a ser feita!

Levei uma mala grande (32 kg) e uma mochila como bagagem de mão.

Na mochila/bagagem de mão levei todos os meus documentos (passaporte, PID, cartão de vacina, uma cópia do meu contrato, da minha carta convite, do meu seguro-saúde e da reserva da passagem de volta), dinheiro em espécie (400€ para passar o primeiro mês e para casos de emergência) e cartão pré-pago Visa Travel Money (100€ para emergência e também ter uma forma de enviarem dinheiro do Brasil) meu notebook, meu celular, produtos de higiene básico para usar durante a viagem e uma muda de roupa (caso eu tivesse a infelicidade de ter a mala extraviada).

E na mala todo o resto: roupas, tênis, sapato, sandália, Havaianas, pijamas, calcinhas, meias, sutiãs, bikini, meus brincos, presentes, uma caixa de paçoquinha, dois preparos para pão-de-queijo, um pacote de chá mate, etc.

Quanto às roupas de frio: todos me disseram para não levar, que as roupas de frio do Brasil não serviriam para o frio europeu, etc, etc, etc... Se arrependimento matasse...

Gente, Europa não é só inverno não, existem as outras estações e sinceramente, as roupas de frio brasileiras vão muito bem durante o outono, primavera e até mesmo no inverno. No inverno usamos roupas em camadas, então aquele casaquinho vai sim ser usado, pois estará debaixo do casaco de frio pesado que usará quando sair de casa (dentro dos lugares terão aquecedores, portanto, você não passará o tempo todo de casaco pesado e vai precisar do moletom, do cardigã, und so weiter).