terça-feira, 10 de setembro de 2013

A Decisão

Eis o início do processo. E como em qualquer início de alguma coisa, é preciso tomar a decisão de fazê-la.

O que levar em consideração ao decidir ser um(a) au pair?

Primeiro, antes de mais nada, é ter consciência do que é ser au pair, saber o que um(a) au pair faz, qual é o direito e dever do(a) au pair, etc., e segundo, muita responsabilidade, afinal uma decisão responsável e madura evita perda de tempo e de dinheiro, se você não gosta de crianças, por que au pair seria uma opção de intercâmbio? Além de responsabilidade na hora da decisão, é preciso que você seja uma pessoa responsável, afinal, a família estará depositando toda a confiança em você quando você estiver cuidando dos pequenos. E terceiro e não menos importante, é preciso escolher um país no qual você se identifica, que realmente tenha interesse em conhecer mais sobre a cultura e a língua, porque serão 12 meses longe de casa, o choque cultural e linguístico é inevitável, e nem sempre você conseguirá se virar somente com o inglês.

O que mais tenho visto hoje em dia são pessoas que querem fazer au pair achando que é work and travel. Bom, é claro que você não trabalhará 24 horas, é claro que terão as horas de diversão, festas e viagens, mas lembre-se, este é um contrato de trabalho e conforme o objetivo do programa, o foco é aprender a língua e a cultura do país em questão. 

Escolher um intercâmbio que se encaixe a você é muito mais importante do que escolher um intercâmbio só porque é mais barato, como já dizia o ditado: "o barato pode sair caro"!